(35) 3713 - 1352 Segunda - Sexta 08:00 - 18:00

Você já sabe que o Brasil tem vocação natural para o uso de energia solar. O que talvez não seja tão conhecido é que estamos entre em 4º lugar entre os países do mundo com a maior quantidade de prédios sustentáveis, conforme a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design).

Os motivos para a adoção de processos de certificação em prédios referem-se principalmente à redução de custos, além da questão ambiental. Entre os benefícios colhidos pelo investimento em sustentabilidade em prédios, podemos resumir os seguintes aspectos:

  1. Diminuição de custos operacionais e de riscos regulatórios;
  2. Valorização imobiliária;
  3. Eficiência energética;
  4. Capacitação profissional em razão da necessidade de mão-de-obra qualificada;
  5. Conscientização ambiental de fornecedores, trabalhadores e usuários;
  6. Redução do consumo de água e energia;
  7. Mitigação dos efeitos das mudanças climáticas;
  8. Valorização da imagem corporativa e aumento da competitividade.

Ou seja, além de diminuir a pegada ecológica do empreendimento (sustentabilidade), o empreendedor que investe em prédios sustentáveis que usam aquecimento solar corta custos significativos na conta de energia.

Os critérios para a concessão do selo de prédio sustentável variam conforme a metodologia da certificadora. Porém, em geral, são levados em conta critérios como eficiência energética e de uso da água, relações com as comunidades do entorno e manejo de resíduos sólidos. Conheça a seguir 4 empreendimentos instalados no Brasil que já contam com selo de prédios verdes e que usam aquecimento solar.

  1. Condomínio Arthe Azul – Teresina, PI

A Caixa Econômica Federal encoraja a adoção de sistemas de aquecimento solar nos empreendimentos que financia. Para isso, a entidade criou o Selo Casa Azul, que certifica a sustentabilidade da construção. O Arthe Azul é um condomínio residencial financiado pela Caixa. Situado em Teresina, capital do Piauí, o empreendimento contou com a implantação de sistemas de aquecimento solar, e garantiu com isso o selo de eficiência energética.

  1. Templo religioso Sukyo Mahikari – São Paulo, SP

A LEED é uma certificação que tem sido largamente adotada por prédios não-residenciais no Brasil. O Templo Sukyo Mahikari, em São Paulo, teve desde a sua gênese o objetivo de assegurar conforto térmico e acústico aos usuários. Por esse motivo, os chuveiros instalados usam aquecimento solar, além de contarem com um sistema de reutilização da água da chuva.

  1. Edifício Cidade Nova – Rio de Janeiro, RJ

O edifício, detentor do selo LEED, usa coletores solares para realizar o aquecimento das piscinas do condomínio, que foi o primeiro do país a ter a certificação verde. Hoje, a expectativa é de que haja a expansão desse tipo de empreendimento. A razão para o crescimento da certificação em prédios residenciais é a enorme economia com consumo de energia (pode chegar até a 30% de redução no valor da conta de eletricidade), além da redução com custos de operação e manutenção e da valorização do empreendimento no momento do aluguel ou venda.

  1. Hotel Íbis – Sorocaba, SP

O tema da sustentabilidade na hotelaria é recorrente e estratégica. A razão disso é que o principal centro de custos de hotéis é a eletricidade, e os maiores consumidores de energia são os sistemas de ar condicionado e de aquecimento. Por esse motivo, empresas de peso no setor hoteleiro, tais como a Rede Accor, à qual pertence a marca Íbis, assumiu diversos compromissos com a sustentabilidade. Para isso, algumas de suas unidades já utilizam sistemas de aquecimento solar, tais como a unidade de Sorocaba, em São Paulo.

Como pudemos observar, há várias oportunidades para a construção civil no âmbito dos prédios sustentáveis. O Brasil é o 4º no mundo em termos de quantidade de prédios certificados com o selo LEED, evidenciando a preocupação da população com a sustentabilidade e segurança energética.

Com isso, há também muitas possibilidades de expansão da implantação das tecnologias de aquecimento solar no país, que é um dos grandes líderes também na quantidade de sistemas de aquecimento solar instalados.

Além de reduzir a pegada ecológica, prédios sustentáveis que usam aquecimento solar reduzem significativamente seus custos operacionais e com a conta de energia no médio prazo, além de valorizarem a imagem da corporação e diferenciarem-se no mercado imobiliário.

Você conhece mais algum prédio verde ou alguma outra certificação no Brasil? Conte para nós nos comentários. A Solar Minas agradece sua visita.

Kit Compacto Solar Minas - Solar Minas

 

Deixe uma resposta

Fechar menu